O que é este blog?

Este blog trata basicamente de ideias, se possível inteligentes, para pessoas inteligentes. Ele também se ocupa de ideias aplicadas à política, em especial à política econômica. Ele constitui uma tentativa de manter um pensamento crítico e independente sobre livros, sobre questões culturais em geral, focando numa discussão bem informada sobre temas de relações internacionais e de política externa do Brasil. Para meus livros e ensaios ver o website: www.pralmeida.org.

terça-feira, 19 de maio de 2009

1110) Joaquim Nabuco nos Estados Unidos

Sim, foi cem anos atrás, eu sei, mas é que recentemente realizou-se um colóquio sobre ele e suas reflexões sobre os EUA na Universidade do Wisconsin, em Madison, do qual participei. Abaixo, transcrevo o artigo de um dos participantes, Humberto França, diretor da Fundação Joaquim Nabuco, do Recife.

Os Estados Unidos e o pensamento de Nabuco
Humberto França,Escritor
DIARIO DE PERNAMBUCO, Recife, Sábado, 16 de maio de 2009

Um seleto grupo de historiadores e diplomatas brasileiros e norte-americanos se reuniu na Universidade de Wisconsin, Madison, EUA, de 24 a 25 de abril passado, para discutir as idéias do pensador social, historiador, político e diplomata pernambucano, - Joaquim Nabuco. O evento “Nabuco and Madison - Uma celebração centenária” - rememorou a apresentação da conferência de Joaquim Nabuco - “The Share of America in Civilization”-, de 1909, e ensejou a inauguração na Biblioteca da Universidade de Wisconsin de uma exposição sobre o líder do Movimento Abolicionista. Na ocasião, igualmente foi lançado um programa de integração científica e cultural - Brazil Initiative - que objetiva um maior diálogo entre os Estados Unidos e o Brasil.
O interesse pelas ideais e trajetória de Nabuco revela que na história das relações Brasil - EUA, nenhum outro brasileiro mereceu tanto reconhecimento público num país estrangeiro, quanto Joaquim Nabuco,na ocasião em que exerceu as funções de primeiro embaixador do Brasil em Washington 1905-10. E, neste momento em que o Brasil assegura a sua posição entre as nações líderes do concerto internacional, a iniciativa da Universidade de Wisconsin muito contribuirá para aproximar, ainda mais, os povos e as instituições dos nossos países. Decerto, promoções desse porte deveriam interessar muito mais as autoridades e as instituições do estado de Pernambuco. No entanto, passaram quase despercebidas. É lamentável que não se obtenha por meio dessas ações, uma maior divulgação da nossa história e dos nossos grandes líderes no Exterior.
O evento em Madison teve a irretocável coordenação do professor Severino Albuquerque, que o realizou com o apoio do Programa de Estudos Latino Americanos, Caribenhos e Ibéricos. A extensa programação teve início com uma saudação do Dr. José Thomaz Nabuco Filho. Em seguida, dois conferencistas ocuparam a tribuna. O embaixador João Almino, cônsul-geral do Brasil em Chicago, tratou do tema: “The importance of Nabuco’s Madison Speech”, e este articulista discorreu sobre “Joaquim Nabuco nos Estados Unidos: A Diplomacia Pan-Americanista, 1905-1910”, encerrando uma sessão solene, muito concorrida, em que estiveram presentes membros da reitoria da Universidade do Wisconsin, autoridades e convidados.
No decorrer da Conferência, realizaram-se treze palestras de notáveis professores, pesquisadores e diplomatas brasileiros e norte-americanos. Todas de altíssima qualidade científica. Destacaram-se as apresentações do vice-presidente da Associação dos Diplomatas do Ministérios das Relações Exteriores, - Dr. Paulo Roberto de Almeida, e da ex-cônsul dos EUA no Recife, Diana Page, e a do Dr. Alfred M. Boll, estes do Departamento de Estado. A primeira parte da programação também contou com as palestras dos professores Dain Borges, Pedro Meira e João Cezar de Castro Rocha, representando as Universidades de Chicago, Princeton, USA e Manchester (Grã-Bretanha), respectivamente.
Na última tarde do evento, os eminentes professores Jefrrey Needell, da Universidade da Florida, e Steven Topic, da Universidade da Califórnia, discorreram acerca do Joaquim Nabuco, o abolicionista e o político liberal. As apresentações prosseguiram com as palestras dos professores Joshua Alma Enlsmen, da Academia Militar de West Point, do Dr. Peter Beattie, de Universidade de Michigan e da pesquisadora Courtney Campbel. A palestra do professor Celso T. Castillo, também da Universidade de Vanderbilt, encerrou uma das mais importantes iniciativas realizadas no Exterior, nos últimos anos, sobre o pensamento mestre e a ação política e diplomática de Joaquim Nabuco.
Postar um comentário