O que é este blog?

Este blog trata basicamente de ideias, se possível inteligentes, para pessoas inteligentes. Ele também se ocupa de ideias aplicadas à política, em especial à política econômica. Ele constitui uma tentativa de manter um pensamento crítico e independente sobre livros, sobre questões culturais em geral, focando numa discussão bem informada sobre temas de relações internacionais e de política externa do Brasil. Para meus livros e ensaios ver o website: www.pralmeida.org.

domingo, 26 de outubro de 2014

Eleicoes 2014: o que vale mesmo e' o sentimento das pessoas: depoimento de uma juiza

Independentemente das pesquisas e do ardor militante, para ambas as candidaturas, o que vale mesmo é o sentimento das pessoas, pessoas simples, mas também formadores de opinião, como esta juíza corajosa.
Muito diferente de certo presidente do TSE, antigo (talvez ainda) menino de recados do PT, que diz que não sabe quando vamos ter os resultados das eleições: "Só Deus sabe", disse ele.
Inacreditável, da parte de um presidente do TSE.
O Brasil não é a Venezuela, e isso também vai estar refletido nos resultados.
Paulo Roberto de Almeida

OPÇÃO : Aécio
Dra. Karla Maia, Juíza Federal

"Essa não é uma eleição PT x PSDB. Não é uma eleição Lula x FHC. Não é uma eleição Bolsa Família x Passar Fome. Não é uma eleição Esquerda x Direita. Essas rivalidades são os argumentos fabricados para cada um justificar seu voto, sua torcida.
O PT não é o mesmo partido que era há mais de 12 anos atrás - muitos PTistas já reconheceram isso. O PT "se endireitou" onde precisava/queria e manteve programas sociais de esquerda.
Da mesma forma, O PSDB não é o mesmo partido de 12 anos atrás. Ele percebeu que a esquerda tem programas e pensamentos sociais bons e interessantes - e que precisam (e vão) ser mantidos. Eu não vou votar ou deixar de votar porque um ou outro candidato foi preso por roubar um banco ou se negou a fazer bafômetro.
Não vou votar ou deixar de votar porque o irmão da candidata recebe sem trabalhar ou porque falam que o tio do outro se benefício com desapropriação para um aeroporto. Essa definitivamente não é uma eleição das pessoas Dilma x Aécio. O BRASIL não é o mesmo país de 12 anos atrás. A vida da maioria de nós melhorou sim - mas não exclusivamente por causa do PT e nem exclusicamente porque o PSDB "preparou o terreno" pro governo Lula - hipocrisia dizer qualquer das duas bravatas. A vida melhorou muito, tanto por causa de um trabalho de base econômica necessária do PSDB quanto por ótimos programas trazidos pelo PT, mas principalmente pela conjectura econômica mundial. E é certo - como dois e dois são quatro - que a vida vai continuar melhorando, independente de quem vencer as eleições, não me venham com as bravatas de militantes/torcedores cegos. Os programas de bolsa família e outros vão continuar, assim como o Brasil vai continuar sendo um importante líder mundial. E essa não é a eleição do corrupto x santo. Essa é a eleição do CHEGA! Escolher o 45 no lugar do 13 é da um recado de que a corrupção já deu. E que se o PSDB roubar nós também vamos tirar ele de lá. Não se vota por idolatrar ou não um candidato, vota-se para dar um recado moral para ambos os partidos. Vou votar pra tirar o PT e dizer: eu não suporto mais! E se o PSDB for parte em tantos escândalos assim nos próximos quatro anos, eu vou pra rua de novo, vou exercer minha cidadania de novo.... e daqui quatro anos vou estar votando no PV, na Rede ou até mesmo no PT, mas de novo vou dar meu recado: chega! Dê seu recado você também, vote 45 e grite bem alto: EU QUERO UM PAÍS MELHOR!
A divergência e o debate são comuns e saudáveis em uma democracia. Podemos discordar em muitos pontos, mas tenho certeza que concordamos nos principais valores básicos, essenciais à sociedade que sonhamos para o futuro.
Podemos discordar das privatizações, mas não precisamos aceitar que a roubalheira, o aparelhamento político e a incompetência tomem conta das nossas estatais.
Podemos admirar os programas sociais do PT, mas não precisamos aceitar um governo que mente descaradamente que seus adversários acabariam com eles em um óbvio terrorismo eleitoral.
Podemos não gostar dos EUA, mas não precisamos apoiar um governo que se alia às piores ditaduras do mundo e defende países terroristas.
Podemos não gostar da Globo ou da Veja, mas não precisamos de um governo que tenta controlar a imprensa.
Podemos não gostar do PSDB, mas não podemos aceitar um governo, que se dizia guardião da ética, viver mergulhado em escândalos diários, e se aliar e defender a escória da política nacional como Maluf, Collor, Renan, Sarney, Jader Barbalho.
Podemos não gostar do Aécio, mas não podemos permitir que todas essas práticas sejam incentivadas, premiadas e perpetuadas.
Podemos querer outras alternativas, mas não podemos deixar no poder uma quadrilha cuja cúpula, mesmo presa na Papuda, é tratada como heróis e continua filiada ao partido!
Não podemos deixar que continuem a sambar na nossa cara, infiltrando membros no STF para livrar seus pares, comprando o legislativo com mesadas, sangrando nosso país em benefício próprio e de ditaduras e pseudodemocracias. Se fizermos isso será um atestado de que somos tão sem-vergonhas quanto eles, que NADA nos choca e tudo pode nessa terra porque não temos mais qualquer capacidade de indignação.
Se você não concorda com isso, é hora de mudar. Voto nulo, branco ou abstenção é o mesmo que endossar suas práticas.
É hora de união contra aqueles que tentam rachar o país, com um discurso irresponsável e preconceituoso de "nós" contra "eles", "pobres" contra "ricos", "negros" contra "brancos", "povo" contra "elite branca"...
O sentimento não é meu, é de todo brasileiro que cansou e quer um país melhor.
Eu votei no PT ao longo de toda a minha vida. Fui traída. PT nunca mais!"
 
Dra Karla Maia, juiza Federal
Postar um comentário