O que é este blog?

Este blog trata basicamente de ideias, se possível inteligentes, para pessoas inteligentes. Ele também se ocupa de ideias aplicadas à política, em especial à política econômica. Ele constitui uma tentativa de manter um pensamento crítico e independente sobre livros, sobre questões culturais em geral, focando numa discussão bem informada sobre temas de relações internacionais e de política externa do Brasil. Para meus livros e ensaios ver o website: www.pralmeida.org.

sexta-feira, 17 de junho de 2016

PCdoB: a gente acreditava que era estupido e anacronico, mas honesto...

Pô! Que coisa hem!?
Eu sempre achei que o PCdoB fosse um partido de estúpidos anacrônicos, mas que, com exceção das carteirinhas da UNE, eles fossem relativamente austeros, vivendo de mandioca e caldo de cana de famílias camponesas.
Agora descobrimos que também são gatunos de primeira grandeza. Não sobra ninguém? Cadeia para todos esses energúmenos.
Paulo Roberto de Almeida 

Veja.com trouxe agora à tarde novos detalhes sobre a delação premiada do ex-deputado Pedro Corrêa. E o depoimento complica a situação do PCdoB. Corrêa relata que, durante o segundo governo Lula, a legenda esquerdista comandou a Diretoria de Produção Habitacional do Ministério das Cidades, órgão encabeçado por Daniel Nolasco, filiado ao PCdoB, e que comandava verbas bilionárias do programa ‘Minha Casa Minha Vida’. Nolasco, um apadrinhado do ex-ministro Aldo Rebelo, operava recursos destinados a empreiteiras de pequeno porte, que atuavam na construção de casas para a população carente em cidades com menos de 50 mil habitantes. De acordo com o ex-parlamentar, o militante do PCdoB aproveitou sua posição no Ministério para tocar uma agenda criminosa. Nessa função, Nolasco cobrava propinas das empreiteiras que iriam construir as moradias populares. A taxa praticada no esquema de corrupção girava em torno de 10 a 30 por cento do valor de cada casa construída. O cérebro de toda a operação, ainda segundo Corrêa, seria Aldo Rebelo.

Postar um comentário